terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo!

bebes - Recados Para OrkutE de presente de Ano Novo,o Papai do Céu vai me dar uma netinha,seu nome será Júlia,e tenho certeza que esse é o melhor carinho na alma que uma mãe pode ter,ganhar uma netinha!Obrigada Patti e Riquinho,meus filhos tão amados que moram tão distante de mim,que essa nova vida possa lhes trazer muitas alegrias!

[blue]***[/blue] [orange]Click Aqui[/orange] para Novas animações de bebes

Maleta ou necessaire

A visão dela aberta,ficou bem espaçosa.
Coloquei uma tira com elástico para prender bem as coisas que não podem virar,minha bonequinha serviu de exemplo.
É toda forrada com plástico por dentro e por fora
Duas alças para dar firmeza na hora de carregar

Essa é pra carregar as miudezas da Julinha.
abe como é,bebês precisam carregar muitas tralhas,e a vó babona aqui,gosta de inventar moda!ahhaahahahhhah!!!!!!

Almofada Fuxico

Essa é para enfeitar a cama da babá

Almofada de amamentar


Mais um presente pra Julinha!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal!

Pra quem por aqui passar,desejo que perceba que a magia do Natal,está sempre guardada dentro do coração de cada um de nós,olhe pra dentro de si mesmo,fique um segundo bem quietinho e escute a voz de seu coração,ele só fala de amor,alegria e esperança...E aquela criança abençoada,deitadinha lá na manjedoura,sempre estará dentro de nós!Deus vos abençoe!

Segura nenê


O segura Julinha ficou pronto!
Agora com novo visual,executado pela vó coruja!!!!!!!!!!

Trabalho acabado!!!


Eis como ficou a almofada depois de pronta!!!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Ainda tenho pra fazer uma boneca porta fralda,um mosquiteiro de berço com bandô,um trocador com bolinhas puff,uma necessaire para acompanhar a mala da Julinha,uma almofada gigante de fuxico,forrar 12 cabides,um segura nenê,e espero postar a foto de tudo aqui conforme for ficando pronto,e tenho que correr porque o tempo voa e março tá quase aí!

Desculpem o sumiço,mas a correria tem sido grande,e vó de primeira viagem é muito babona mesmo!hahahaahhaah!!!!

Para pendurar no berço

Farei com esse outro medalhão,que é tão gracioso qto o outro.

Quadro em ponto cruz


Achei esse quadro num blog de uma moça que tem coisas lindas,estou fazendo pra chegada da Julinha.

Almofada Rosa Gigante



Recebi essa receita do grupo que participo,será mais outro presente para o quarto da Julia,para colocar na cama da babá,depois posto a foto da minha.

Almofada em ponto cruz

Vou ser vovó!!!!!!!!!!
Essa almofada estou fazendo para a cadeira de amamentar da Patti,que está esperando a Julia chegar em meados de março,fiz uma adaptação e mudei para tons de rosa,qdo estiver pronta posto aqui a foto para verem como ficou.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Perder alguém querido

Não há palavras para expressá-la.
Não há livro que a descreva.
Por isso,
o melhor jeito
de consolar é falar pouco,
orar junto,
sentir junto e estar presente,
cada um do jeito que sabe.
Palavras não explicam
a morte de alguém querido.
Sabem disso o pai,
a mãe, os filhos, os irmãos,
o namorado e a namorada,
o marido e a mulher,
amigos de verdade.
Quando o outro morre,
parte do mistério da vida
vai com ele.
A parte que fica torna-se
ainda mais intrigante.
Descobrimos a relação
profunda entre a vida e a
morte quando alguém
que era a razão,
ou uma das razões,
de nossa vida vai-se embora.
Para onde?
Para quem?
Está me ouvindo?
A gente vai se ver novo?
Como será o reencontro?
Acabou-se para sempre,
ou ela apenas foi antes?
Por que agora?
Por que desse jeito?
As perguntas insistem
em aparecer e as respostas
não aparecem claras.
Dói, dói, dói e dói...
Então a gente tenta
assimilar o que não se explica.
Cada um do jeito que sabe.
Há o que bebe,
o que fuma, o que grita,
o que abandona tudo,
o que agride,
o que chora silencioso num canto,
o que chama Deus para uma briga,
o que mergulha no fatalismo e o que,
mesmo sem entender ou crer,
aposta na fé.
Um dia nos veremos de novo...
enquanto este dia não chegar,
entes que eu amo sei que
me ouvem e oram por mim,
lá, junto de Deus.
Para eles a vida tem,
agora,
uma outra dimensão.
Alcançou o definitivo.
Quem fica perguntando
e sofrendo somos nós.
Mas como a vida
é um riacho que
logicamente deságua,
a nossa vez também chegará e,
quando isso acontecer,
então não haverá
mais lágrimas.
As que aqui ficaram
chorando terão a sua explicação.
Por enquanto,
fica apenas o mistério.
Alguém que não sabemos
por que nasceu de nós e por
que cresceu em nós,
por que entrou tão de
cheio em nossa vida,
fechou os olhos e foi-se embora.
Quem ama de verdade
não crê que se acabou.
A vida é uma só:
começa aqui no
tempo e continua,
depois,
na ausência de tempo
e de limite.
Alguém a quem amamos
se tornou eterno.
E essa pessoa já sabe
quem e como Deus é.
E também sabe
o porquê de sua partida.
Por isso,
convém falar com ela
e mandar recados a Deus
por meio dela.
Se ela está no céu,
então alguém,
além de Deus,
de Jesus e dos santos,
se importa conosco.
Definitivamente,
não estamos sozinhos,
por mais que doa a solidão
de havê-la perdido.
Mas é apenas por pouco tempo.
Quem amou aqui,
sem dúvida,
se reencontra no infinito...
* * * * *
Pe. Zezinho, scj
Do livro: Orar e pensar como família -
Paulinas


Recebi esse texto de um grupo de artesanato que participo,e pela primeira vez depois de 2 meses de completa revolta pela perda da minha Dankinha que até hoje não consigo aceitar,li alguma coisa que consuga refletir o que eu sinto e trazer um pouco de sossego ao coração tão magoado...